terça-feira, fevereiro 20, 2018

terça-feira, fevereiro 13, 2018

Meu Quintal é Maior do Que o Mundo

Homenagem ao Poeta Manoel de Barros 
Samba Enredo 2017 - Campeã Série A

G.R.E.S. Império Serrano (Rio de Janeiro)

Abre a janela, vem ver ôô
Poesia brotar no quintal O carnaval florescer Menino Bernardo em meu ser Reinvento o meu Pantanal O som do apito a tocar anuncia a cor Um canto verde do índio enfeitiçou Guardando o segredo das águas Regando o mar de Xarayés O eldorado reina aos meus pés O som que salta do brejo Empresto a viola A paz do meu lugar "aflora" É feito um Império em procissão Enfeito meu coração, morada do meu viver Tem casa que anda por esse chão Bandarra é meu coração que voa no entardecer Menino do mato, o nosso verde fez o céu emocionar E o branco então floriu meu chão Atento a um feroz olhar Luar que me traz a lembrança Nossa Senhora é fé, esperança De um pantaneiro a lutar Reizinho de tantas vitórias Cantando eu declamo esse amor por você Eu sou Império Abra o meu livro pois tu sabes ler A minha história já fala por mim Sou resistência, orgulho sem fim Tem poesia no ar, você já sabe quem sou Pelo toque do agogô


Assista ao desfile completo da Escola.



terça-feira, janeiro 30, 2018

Literatura na Varanda

A 8ª edição do projeto LITERATURA NA VARANDA traz o poeta FÁBIO PESSANHA para conduzir uma roda de conversa sobre as obras dos poetas PAULO LEMINSKI E MANOEL DE BARROS.

DATA: 17/02/2018 - SÁBADO 

HORÁRIO: A PARTIR DAS 16 HORAS

ENTRADA: CONTRIBUIÇÃO CONSCIENTE LIVRE (cada um precifica o evento como desejar)

quinta-feira, janeiro 25, 2018

Literatura na Varanda

Na 8ª edição do Literatura na Varanda tem Leminski e Manoel de Barros.

"É pra isso que poesia existe. Pra dizer o que não se diz." (Paulo Leminski)

2000 Academy Award for Animated

Leiam o ensaio do Professor Fábio Pessanha intitulado "Ao repentino abraço do improvável: o poético a partir de Paulo Leminski, Sigmund Freud e Manoel de Barros", na Revista Virtual de Letras - RevLet.

"Nesse texto, quis fazer uma peraltagem ao juntar Freud, Leminski e Manoel de Barros. Daí, a conversa gerou em torno de religião, (in-)utilidade (pra que serve a arte?), humano, sagrado, poesia, (claro!!!) dentre outras questões"
(Fábio Pessanha)

http://www.revlet.com.br/artigos/329.pdf

terça-feira, janeiro 16, 2018

II Festival de Cenas Curtas

Dia 18/01, no Teatro Ziembinski, vai acontecer o II Festival de Cenas Curtas, com a participação do Araquãnis, levando sua leitura do nosso poeta das coisas absurdas com "Vem pular no rio! Um descomeço..."!

Araquãnis
https://www.facebook.com/araquanis/


domingo, dezembro 24, 2017

Poema de Natal

Meu avô hoje ganhou de presente um olhar de pássaro 
Acho que ele vai usar esse olhar para fazer as suas artes
O mundo para ele anda muito cansado
Ele quer mudar o jeito das coisas do mundo
Por exemplo ele vai dar primavera aos vermes
O homem não vai mais fabricar armas de fogo
Só vai ter mesmo rio, árvores, o sol, bichos, pedras
Ele vai desenhar a sua voz nas pedras
Os grilos vão se abrir no meio da noite com enormes lírios
Todo mundo vai gostar mesmo é de obedecer as falas das crianças
Do que as ordens gramaticais
Os sapos vão andar de bicicleta
Depois vamos assistir ao nascimento de Jesus
Será o Natal
E todos vamos adotar as boas falas do filho de Deus
Amar o próximo como a nós mesmos
Então o mundo será renovado!” 

quinta-feira, dezembro 14, 2017

Araquãnis

Quem gosta da obra do Manoel de Barros e mora no Rio, Niterói ou proximidades, não pode perder essa moleza, de repente pode assistir à poesia do poeta no teatro, com a interpretação de Tainá Pimenta e Alan Hauer. A dupla está no grupo de pesquisa Araquãnis, que nasceu na Escola de Teatro Martins Penna, que une teatro, poesia e música.

Para acompanhar o grupo Araquãnis:
 Facebook 
 Instagram