quinta-feira, março 09, 2017

As antíteses consagram

Charles Baudelaire
Sei que fazer o inconexo aclara as loucuras.
Sou formado em desencontros.
A sensatez me absurda.
Os delírios verbais me terapeutam.
Posso dar alegria ao esgoto (palavra aceita tudo).
(E sei de Baudelaire que passou muitos meses tenso
porque não encontrava um título para os seus poemas.
Um título que harmonizasse os seus conflitos. Até que
apareceu Flores do mal. A beleza e a dor. Essa antítese o acalmou.)

As antíteses congraçam.


terça-feira, fevereiro 21, 2017

A desbiografia oficial de Manuel de Barros



Só Dez Por Cento é Mentira é um original mergulho cinematográfico na biografia inventada e nos versos fantásticos do poeta sulmatogrossense Manoel de Barros.
Aproveitem antes que o link seja retirado do youtube.


sexta-feira, fevereiro 17, 2017

Sobre administrar o à-toa...

Nasci para administrar o à-toa,
o em vão,
o inútil.

Pertenço de fazer imagens.
Opero por semelhanças.

Retiro semelhanças de pessoas com árvore


de pessoas com rãs


de pessoas com pedras


etc etc.

Retiro semelhanças de árvores comigo.
Não tenho habilidade pra clarezas.
Preciso de obter sabedoria vegetal.

(Sabedoria vegetal é receber com naturalidade uma rã no talo.)
E quando esteja apropriado para pedra, terei também
sabedoria mineral.

quarta-feira, janeiro 25, 2017

Livro sobre Nada


O que não sei fazer desmancho em frases.
Eu fiz o nada aparecer.
(Represente que o homem é um poço escuro.
Aqui de cima não se vê nada.
Mas quando se chega ao fundo do poço já se pode ver
o nada.)
Perder o nada é empobrecimento.
(Livro Sobre Nada, p. 63)

quarta-feira, dezembro 07, 2016

Desenho em Homenagem a Manoel de Barros

O resultado do Concurso de Desenho Verbal da Imagem, em homenagem a Manoel de Barros no centenário de seu nascimento, foi publicado no Diário Oficial. O objetivo do concurso foi revelar o pensamento, a sensibilidade e a criatividade dos estudantes de Ensino Médio do Estado sobre a poesia "O Menino Que Carregava Água na Peneira", de Manoel de Barros.

http://www.progresso.com.br/caderno-b/desenho-em-homenagem-a-manoel-de-barros


FMB homenageia os 100 anos do poeta

No dia 16 de dezembro, um espetáculo de dança organizado pelos participantes do projeto Ativa Idade será realizado no auditório do Crea-MS, na rua Sebastião Taveira, 272 - Monte Castelo, a partir das 19h, com o tema Manoel de Barros 100 anos.

quarta-feira, novembro 30, 2016


Não saio de dentro de mim nem para pensar.
[Manoel de Barros]


Narciso 
Uno-me tanto a mim, que sou todo verso que me devora: espectro. 
[Solange Firmino]